VMF

Área do cliente, acompanhe seus pedidos

//Produtos // Papel & Celulose // Dessuperaquecedor

 

Dessuperaquecedor de Superfície

FUNCIONAMENTO

Os dessuperaquecedores de superfície, possuem um leito de absorção, que promove o contato entre vapor e água de resfriamento. Esta, evaporando-se, provoca o resfriamento ao retirar do vapor, o calor sensível necessário a evaporação. A água de resfriamento deve estar disponível, somente com pressão 0,7 Kg/cm², acima da pressão do vapor.


VANTAGENS

Este tipo de equipamento tem inúmeras vantagens em relação aos tradicionais dessuperaquecedores, por jato de água atomizado:

  • Permitem obter vapor totalmente saturado, os outros equipamentos deixam um residual de superaquecimento de 5°C.
  • Para o controle de temperatura, basta colocar o elemento sensor a 1,5m do equipamento nos outros equipamentos, esta distancia é de 9,5m, o que implica em necessidade de muito mais espaço de instalação.
  • Flexibilidade de 0 100% da vazão. Para os demais equipamentos essa flexibilidade é limitada.

APLICAÇÕES

Sempre que se tem redução do vapor saturado, gera-se vapor superaquecido, sendo vantajoso dessuperaquecê-lo quando:

  • O vapor é utilizado em aquecimento indireto: reduz-se a área de troca do permutador, em virtude de ser excluída a secção de resfriamento, que para vapor com redução significativa, é grande, pelo baixo coeficiente de troca térmica, no resfriamento.
  • Processos de cozimento e pasteurização que se processam por troca térmica e que tem limitação de temperatura, o que não se consegue, somente, com a redução do vapor.

CONTROLE DE TEMPERATURA

Quando a demanda de vapor ou as condições do vapor e água são variáveis, o controle de temperatura, efetua-se através controlador conforme Fig.2. No caso de demanda fixa e condições de operação invariáveis, esse controle pode ser manual, com termômetro no lugar do sensor e válvula manual regulada para a vazão de água adequada.

clique nas fotos para ampliá-las